Ciclos e palavras que se repetem…

Ciclos e palavras que se repetem…

Uma vez sofri por um grande erro que cometi no passado. Meu mundo caiu e, jovem que eu era, aprendi naquele erro que eu precisava evoluir como pessoa.
Na vida, infelizmente, as pessoas aprendem a simular; por questões de aceitação, principalmente. O que nem todos entendem é que o que importa é quem somos por caráter. Há de se aprender a ser mais verdadeiro com os outros, mas principalmente consigo mesmo.
Por mais que saibamos (ou não) disso, o mundo gira… e a gente acha que aprende, acha que evoluiu, mas erra de novo.
Às vezes, só percebemos o erro dias, meses ou anos depois quando passamos por situação parecida mas inversa. Ou quando alguém cobra de você certa postura que você não tinha há anos atrás, e só vai entender que faltou uma atitude (ou várias) quando escuta em outra situação.
Eu explico.
Por muitas vezes agimos achando que estamos pensando num certo coletivo, mas estamos agindo exclusivamente para nós. Tempos depois alguém te cobra certas atitudes em prol de um outro coletivo, que, só aí percebemos como fomos capazes de perder algo do passado por um simples egoísmo de não amar.
Não digo que não há/houve amor. Ele pode até existir. Mas amar é passar ao próximo atitudes em prol do coletivo de vocês dois. Justificar a magnitude de uma ação por menor que ela seja, pelo pouco que ela pareça significar.
O mundo gira… a gente acha que aprende, acha que evolui, mas só entende quando não há mais volta pro passado, apenas solução para um futuro totalmente novo.
Uma vez alguém me disse: Por isso, viva uma vida correta que não terá peso na consciência. Mais cedo ou mais tarde a verdade aparece e prevalece. E dizem que “Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim “.
Hoje eu entendo.
11200915_1077457902279167_3237868731171015078_n