Buenos Aires

Mi Buenos Aires Querido!

Saindo de Colonia del Sacramento no Uruguai, atravessando o Rio da Prata, chegamos na tão procurada pelos brasileiros,  cidade de Buenos Aires.

Buenos Aires é a capital da Argentina. Uma capital cheia de atrativos. Você pode dividir sua visita na cidade por bairros, e conhecer bastante a cidade em pouco tempo!  Isso se souber dividir bem esse tempo.

São basicamente 8 bairros que você não pode deixar de conhecer! Cada um deles tem seus atrativos. Por isso acho que 6 dias na cidade são suficientes para você conhecer bem o que a cidade tem a oferecer.

DIA 1. Centro + Puerto Madero:  Av. 9 de Julho, Teatro Cólon, Plaza Libertad e a Plaza Lavalle, Obelisco,Calle Florida, Plaza de Mayo (Casa Rosada, La Catedral Metropolitana, Cabildo) ; Puente de la Mujer

DIA 2. Retiro + Recoleta: Cementério de Recoleta, Floralis Generica e a Faculdade de Direito, Museu Nacional de Belas Artes, MALBA (Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires).

DIA 3. Palermo + Palermo Soho: Jardin Botanico, Zoológico, Plaza Alemania e Jardin Japonés

DIA 4. La Boca + San Telmo: (Imperdível)

DIA 5. San Telmo: Feira aos Domingos

Centro

Eu diria que o centro da cidade é um ótimo lugar para se hospedar.

Não vai te faltar nada, pois você estará em uma das melhores localizações. Sem contar que lá você encontra várias opções de hospedagem, lojas, restaurantes.

– Começando na Av. 9 de Julho, na altura do teatro Cólon, você pode conhecer a Plaza Libertad e a Plaza Lavalle. O teatro Cólon tem visitação, para os interessados. É uma visita paga, mas creio que valha a pena, apesar de não ter feito.

– No meio da Av. 9 de Julho, tem o Obelisco. Uma das imagens mais conhecidas de Buenos Aires.

Calle Florida – Rua cheia de lojas e muito movimentada. Os preços já foram muito atrativos para brasileiros. Hoje em dia nem tanto. Mas vale a pena dar uma passada por lá, e quem sabe fazer umas comprinhas.

Plaza de Mayo – passeio imperdível. Lá estão diversos pontos turísticos, como: Casa Rosada, La Catedral Metropolitana, Cabildo.

O Cabildo é um museo grátis que conta a história desse local que foi a prefeitura de Buenos Aires durante muito tempo.

A Casa Rosada é o Palácio do Governo. Não é aberto à visitação pública.

Puerto Madero

Você pode aproveitar no mesmo dia de passeio pelo Centro, e continuar até Puerto Madero.

Logo depois da Plaza de Mayo, você anda mais um pouco e logo chega no famoso local. Lá é um famoso centro comercial, cheio de restaurantes.

Indo de dia, você pode aproveitar para tomar um sorvete e curtir o visual do lugar.

Lá é lindo tanto de dia, quanto à noite. Volte à noite para conhecer o outro visual do lugar, e comer uma deliciosa carne argentina em um dos tantos restaurantes do lugar.

  La Puente de La Mujer é o cartão postal de Puerto Madero.

Tem também uma antiga embarcação, que hoje é um museu.

Se quiser estender o programa e pegar uma balada, o local tem várias opções.

Diria que uma boa opção é a  Asia de Cuba.

Retiro

Em um segundo dia, você pode começar seu passeio pela Plaza San Martin e pegar o Tren de la Costa.

Esse passeio eu não fiz por falta de tempo, mas pelo que já pesquisei, é um passeio bem legal, cheio de estações  à beira do Rio de la Plata.

Em uma dessas estações tem tipo um bairro chinês, que parece bem legal de conhecer.

Recoleta

Esse bairro é bem legal de passear.Você pode aproveitar para conhecer o bairro, e no meio do passeio, almoçar em um dos restaurantes que tem por ali.

Não deixe de conhecer:

Cementério de Recoleta – apesar de parecer um passeio meio macabro, é um passeio clássico. Lá, foram enterradas famílias tradicionais argentinas e grandes personagens históricos.

Floralis Generica e a Faculdade de Direito – As pétalas da flor ficam abertas durante o dia, e fecham a medida que anoitece.

Museu Nacional de Belas Artes

Um museu que você não pode deixar de ir é o MALBA, Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires – Esse museu é demais! Fiquei até arrepiada quando vi o Abaporu, obra da pintora brasileira Tarsila do Amaral.

Esse museu você pode conhecer tanto no dia que for conhecer o bairro de Recoleta, quanto no dia do bairro Palermo.

Palermo

Legal de conhecer nesse bairro são os parques que tem lá. Dá pra ir na ordem pois eles são bem próximos uns dos outros.

Os principais são: Jardin Botanico, Zoológico, Plaza Alemania e Jardin Japonés.

O Jardin Japonés é o único pago, e também o mais arrumado. Foi o passeio que mais valeu a pena no dia.

Palermo Soho

Esse bairro tem bastante coisa. Assim como Recoleta, tem restaurantes, bares, baladas. A vida social lá é bem viva, principalmente à noite.

Um pouco mais afastado dos outros bairros da cidade, esse bairro é puro agito.

Tem a Plaza Cortázar, e ela você pode ter como referência.

Destaque para um restaurante chamado La Cabrera, que fica na rua Jose Antonio Cabrera, duas ruas abaixo da honduras.

La Boca

La Boca é o bairro mais tradicional, ao meu ver.

Chegando lá, você já reconhece a pintura das casas. São todas coloridas, e o clima do lugar é delicioso. Um típico lugar argentino, com muito Tango, muita carne, shows na rua, lojas com coisas típicas da argentina.

Ande, tire muita foto, entre nas lojas. Existe uma grande variedade de restaurantes lá. E é basicamente isso. Vá de manha e aproveite para almoçar.

Um molhinho típico, tanto na Argentina, quando no Uruguai, é o chimichurri.

Se quiser trazer um pouquinho dele para o Brasil, esse é o lugar certo para você achar uns pacotinhos das ervas.

Só tome cuidado com os dançarinos de tango que ficam por lá chamando os turistas para tirar fotos fazendo poses da dança. Eles vão querer te cobrar preços absurdos pelas fotos que você tirar com eles.

San Telmo

San Telmo tem também restaurantes, e no domingo, tem uma grande feira.

Essa feira é ótima! Tem de tudo. Não deixe de ir, dá pra comprar lembrancinhas por lá!

E mais..

– Shows de tango: andando na rua e se informando, vão te oferecer diversos shows de tango na cidade. Basta você decidir quanto está disposto a pagar, pois existe uma grande oferta desses shows.

– Não deixe de comer as famosas Empanadas Argentinas. Um lugar que eu indico é esse Buona Guinta que fica no Centro, perto da Calle Florida.

– E claro, não deixe de comer muuita da carne! Eles e os Uruguaios são profissionais nisso!

Informações importantes!

– Cuidado com seu dinheiro. Até em casa de câmbio eles te dão notas falsas.

– Os ônibus na Argentina só aceitam moedas! Como não tem cobrador, os ônibus tem uma máquina que recebe moedas e gera seu bilhete.

– Não é todo lugar que aceita cartão de crédito. Por incrível que pareça, alguns restaurantes não aceitam cartão. E em lojas, eles gostam de aumentar o preço das mercadorias quando você compra com cartão.

Preços (pesos argentinos):

metrô: A$ 2,50

ônibus: A$ 1,20 ou A$ 1,25

Entrada do Jardim Japonês: A$ 16,00

Entrada do MALBA: A$ 25,00 (inteira) A$ 12 (meia)

 

Veja também:

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s