Buraco das Araras

O Buraco das araras é uma das maiores dolinas do Brasil e a segunda maior do centro-oeste. Com 105m de profundidade e 295m de largura, o buraco atrai turistas principalmente para a realização de rapel. Além disso, há também a possibilidade de fazer uma trilha que leva até uma caverna com um rio subterrâneo maravilhoso.

IMG_1636

Localizado a cerca de 100km de Brasília, você segue pela saída norte na BR-020 e o lugar fica ainda depois de formosa. Veja imagem abaixo:

Buraco das Araras

Além de apreciar a beleza do local (e se der sorte ver algumas araras), o que grande parte das pessoas que visitam o buraco faz é praticar o rapel e cursar a trilha até o rio subterrâneo da caverna.
Para isso, é preciso que você contrate algum profissional adequado para a prática desse esporte.

No meu caso, o tio de um amigo meu é profissional capacitado, o que foi uma mão na roda, pois além de estar com alguém que entendia do assunto, o passeio foi super descontraído, entre amigos e familiares!

IMG_1631

 

IMG_1657

Pois bem. Saímos bem cedo de Brasília, levando água e lanche na mochila. Primeiro, paramos na cachoeira do Itiquira (veja o relato aqui), 8ª maior cachoeira do Brasil com 168m de queda livre, que ficava no caminho até o Buraco das Araras.
Depois seguimos rumo ao local que seria feito o rapel.

Enquanto o pessoal preparava as cordas, fiquei dando uma volta e tirando fotos. É simplesmente LINDO!
Um paredão um pouco avermelhado, com a vegetação em volta, tudo aquilo me surpreendeu. Quando meu amigo me chamou, eu nem havia pesquisado a respeito, e chegando lá aquele buraco gigante!!

Eu nunca havia feito rapel. Estava super animada… até que chegou a minha vez.

Começou a bater um desespero, mas claro que eu não ia estragar o passeio, e que não iria dar pra trás (até parece, né?? chegar ali pra desistir não é comigo!).
Me preparei, e tudo certo pra descida. Fui segurando na corda e cada movimento que eu dava mais meu corpo tremia. Uma das sensações mais incríveis que já senti em toda a minha vida. Medo, frio na barriga, adrenalina… e superação.
O que achei incrível na prática do rapel foi a necessidade de superação que aquele esporte impõe que você tenha. Você precisa puxar a corda, e só assim você vai conseguir chegar até o fim. Paralisar vai simplesmente te deixar pendurada no ar, e você não vai conseguir sair dali.

Pois é, Rapel pra mim foi superação. Experiência única!

Eu tremia tanto que mal conseguia pegar a go-pro pra tirar foto. Consegui umas duas ou três, mas tava difícil, viu! rsrs

Chegando lá embaixo, assim que coloquei os pés no chão e me soltei da corda, vi pela primeira vez minhas pernas bambas sem conseguir segurar meu corpo. Deitei no chão e  fiquei olhando pra cima na medida do possível. Vendo todo aquele caminho da corda até onde eu estava. INCRÍVEL!!

10930930_621953654572924_1970461710478001318_n

11113579_621953697906253_6789060896173171099_n

IMG_1656

11140770_987941944564097_7727497523501006765_o

Mas não pára por aí!

Ainda no Buraco das Araras, é possível fazer a trilha que leva a uma caverna com rio subterrâneo maravilhoso.
Assim que todos desceram no rapel, amarramos a corda numa árvore (para que não passasse alguém e simplesmente puxasse a corda embora), e seguimos rumo à caverna.
Fomos andando em meio às pedras, passando por lugares até bem estreitos até chegar ao rio subterrâneo.
Quando chegamos, primeira coisa que o tio do meu amigo fez foi pedir que nos sentássemos e apagássemos todas as luzes.
Num silêncio absoluto, escutamos o silêncio. Escutamos a ausência do som. Experiência ÚNICA. Maravilhosa!

Depois daquilo, quando acendemos as lanternas novamente, foi que percebi que estávamos bem próximos à água.
Uma água totalmente transparente, no silêncio absoluto. Uma das melhores e mais diferentes experiências da minha vida!

(fotos dentro da caverna colocarei posteriormente aqui no blog, pois tenho que pegar com meu amigo!🙂 )

Já estava ficando tarde quando saímos da caverna. Segue imagem abaixo do momento.

Imagem: Volta da trilha, já no anoitecer. Experiência única também de poder apreciar o céu com infinitas estrelas em meio àquele lugar incrível!

Imagem: Volta da trilha, já no anoitecer. Experiência única também de poder apreciar o céu com infinitas estrelas em meio àquele lugar incrível!

Daí pra volta ao carro era mais uma boa caminhada, tendo inclusive que subir as pedras com auxílio do material do rapel.

Quando chegamos quase no topo, já era noite. Enquanto eu esperava o resto do pessoal subir, fiquei ali sentada escutando a noite, olhando as estrelas, em meio à natureza. Mais uma vez, experiência única! Estar à noite, no escuto, no meio do buraco. Foi simplesmente lindo!!

Depois, voltei pescando pra Brasília de tão cansada que já estava. Mas com uma das melhores experiências da minha vida registradas na lembrança e em algumas fotos (as que consegui tirar!)🙂

Imagem: Volta da trilha, já no anoitecer. Experiência única também de poder apreciar o céu com infinitas estrelas em meio àquele lugar incrível!